As obras da cabeceira da ponte sobre o rio Jacaré, afluente do rio Piauí, no município de Simão Dias, estão em pleno andamento. Com o trabalho de conclusão do aterro e inclusão das cabeceiras, a estrutura da ponte, que já está pronta, terá melhor trafegabilidade. Para esta segunda etapa da obra, o Governo de Sergipe investe o valor de R$1.272.774,11.

Segundo o engenheiro civil do Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER), Carlos Eduardo Lima,  foi feito um desvio para o acesso dos veículos enquanto durarem os trabalhos. “Realizamos as escavações e no momento estão sendo colocadas estruturas que irão segurar o aterro da cabeceira da ponte, que corresponde a quatro metros de altura.” explica.

A obra que se mantém célere é muito aguardada pelos moradores do Simão Dias, no Território Centro Sul Sergipano, sobretudo para a população dos povoados Campo Limpo, Curral dos Bois, Palmares e Riachão, e substituirá a antiga construção em madeira de mais de quatro décadas, garantindo segurança e melhorando a trafegabilidade de pedestres e condutores de veículos.

O investimento nessa primeira etapa foi da ordem de R$ 1.204.960,08, oriundos do Tesouro Estadual e foi realizada pelo Governo de Sergipe, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs), tendo o Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER/SE) como órgão executor.

Para toda a obra, o Governo do Estado investe um total de R$ 2.479.734,19. A ponte em concreto armado possui um vão de 24 metros de extensão por 12 metros de largura e 2,80 metros de altura, além de guarda-rodas e contenção nas cabeceiras e acessos.

Segundo o secretário da Sedurbs, Ubirajara Barreto, a intervenção proporcionará grandes benefícios à população. “Ao construir essa nova ponte, o Governo do Estado não apenas atende a um anseio antigo dos moradores, como também trará alívio às centenas de pedestres, ciclistas e condutores de veículos, entre eles, ônibus escolares, carros de transportes para feiras, caminhões e carretas, que trafegam diariamente pela importante estrada, e irá favorecer o escoamento da produção de areia, gado, milho e outros tipos de cargas, uma vez que a via é o principal acesso da sede municipal para importantes povoados e regiões circunvizinhas”, ressalta.

Última atualização: 24 de maio de 2022, 13:49 PM