“Graças a Deus está muito melhor. Eu moro no povoado Geme e sempre passo de moto por aqui, às vezes mais de duas vezes por dia e essa nova pista está maravilhosa. Essa obra é um trabalho muito positivo para a população, antes era uma buraqueira só, estava muito ruim, mas agora ficou mais fácil transitar. Hoje mesmo, já trouxe meu pai e voltei, se fosse como era antes não dava para fazer tantas viagens”. A satisfação do autônomo, Claudijan Santos Cruz, já é perceptível por todos os que trafegam pelas Rodovias SE-204 e SE-200, nos trechos entre os municípios de Pacatuba, Brejo Grande e Ilha das Flores, no Território do Baixo São Francisco, por conta da reestruturação que ambas estão passando.

Executada pelo Governo de Sergipe por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade e do Departamento Estadual de Infraestrutura Rodoviária de Sergipe (DER), a intervenção que tem investimentos de aproximadamente R$ 20 milhões, faz parte do Programa Pró Rodovias e integra o Avança Sergipe, que tem como objetivo promover aceleração econômica do Estado, prejudicada pela pandemia da Covid-19.

A obra

A reestruturação contempla os serviços de topografia, sondagem do solo, limpeza dos bordos, drenagem,reciclagem, pavimentação e sinalização vertical e horizontal, perfazendo  aproximadamente 25 Km entre os três municípios, nos quais serão utilizadas 22.200 toneladas de Concreto Asfáltico Usinado a Quente (CAUQ) nas vias, cuja pista de rolamento é de seis metros de largura.    

De acordo com o secretário estadual do desenvolvimento urbano e sustentabilidade, Ubirajara Barreto, os serviços estão a todo vapor. “Quem passa pelas SE-204 e 204 já nota a diferença. Homens e máquinas fazem parte do cenário em diversas frentes de trabalho e já foram executadas aproximadamente 13 km de reciclagem e 8,6 Km de aplicação da primeira camada asfáltica”, detalha.

Ubirajara Barreto acrescenta que com o tempo cada vez mais firme, os trabalhos tendem a se tornarem mais céleres. “Estamos com frentes de trabalhos em vários trechos, dando prosseguimento à reciclagem, imprimação e outros serviços complementares, de modo que o percentual executado é de 40%”, ressalta.

 Transformação

Nascido e criado em Pacatuba, Martins Lemos Neto afirma que a intervenção está transformando para melhor as vias. “Estava  esburacada, muito ruim. Quando precisávamos ir até Aracaju, levávamos muitas horas até chegar lá. Se agora já está bom, quando terminar vai ficar perfeito”, afirma o agricultor.

Para Ubirajara Barreto, a reestruturação dos trechos das rodovias será um avanço para diversos setores. “Uma vez concluída essa obra, a malha viária que margeia o Litoral Norte do Estado estará em ótimas condições de trafegabilidade e trará excelentes resultados para o turismo, o transporte de cargas e passageiros, além de encurtar distâncias e proporcionar conforto e segurança até mesmo para quem trafega entre os povoados dos três municípios”, enfatiza.

Última atualização: 10 de fevereiro de 2022, 10:19 AM