Programa Sergipe Cidades


PROGRAMA SERGIPE CIDADES

1 – BREVE HISTÓRICO

Fruto do Planejamento Participativo, o Programa Sergipe Cidades nasceu das demandas da população de Sergipe, durante as Conferências do Planejamento Participativo de Sergipe, realizadas em dois ciclos: 2007-2008 e 2009-2010, com a participação de mais de 25 mil sergipanos.

Em 11 de março de 2009, o Estado de Sergipe e o Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social – BNDES firmaram um Contrato de Financiamento que culminou no “Programa Sergipe Cidades” objetivando promover o desenvolvimento territorial sustentável, pela interiozação dos investimentos em infraestrutura social e produtiva e pelo fortalecimento institucional dos Municípios e do Estado de Sergipe.

O Programa Sergipe Cidades por meio de suas ações tem contribuído para a melhoria da renda da população, permitindo a inserção no cenário econômico e o acesso a serviços sociais e a construção de equipamentos públicos propiciando uma perspectiva de crescimento e bem-estar para a população, além disso, oferecendo orientação e apoio para organização comunitária, permitindo melhorias nos níveis educacionais, no atendimento à infância e aos idosos, disponibilizando espaços e bens públicos para a prática de atividades recreativas e desportivas, garantindo a orientação familiar, proporcionando  melhoria do nível de segurança, da capacitação e da qualificação para o trabalho.

 

2 – ABRANGÊNCIA DO PROGRAMA

O programa contempla todos os 74(setenta e quatro)  municípios, exceto capital Aracaju.

Dois eixos são contemplados por meio das obras do Sergipe Cidades:

1)Desenvolvimento Territorial: aqueles investimentos que beneficiam o território. 

2)Desenvolvimento Urbano: aquelas obras que beneficiam diretamente o município ou povoado.

 

3 – RESULTADOS

O valor inicial do Contrato destinado ao Programa é de R$ 250.481.900,00(duzentos e cinquenta milhões, quatrocentos e oitenta e um mil e novecentos reais).

Até o Sergipe Cidades, nunca na história houve um programa que chegasse a todos os territórios sergipanos e atendesse a diversas áreas de forma integrada: desenvolvimento econômico, ambiental e social.

Realizando obras diversas nos 74(setenta e quatro) municípios, tais como: Escola Técnica de Petróleo e Gás, Escolas de Ensino Profissionalizante, Escola Profissionalizante Agrícola, Quadras Poliesportivas, Ginásios de Esportes, Complexos Esportivos, Urbanização de Praças, Construção de Centros Comunitários, Construção e Reforma de Delegacias, Construção de Destacamentos de Bombeiros Militar, Abastecimento de Água e Esgotamento Sanitário, Urbanização de Orla, Construção e Reformas de Terminais Rodoviários, Pavimentações à paralelepípedo de ruas, Iluminação Públicas de Rodovias, Construção e Reformas de Mercados e  Construção de Creches.

Atualizado: