A maior medida de prevenção contra o Coronavírus, recomendada pela Organização Mundial de Saúde (OMS), é a higiene: lavar as mãos constantemente com água e sabão. O acesso à água potável ganha ainda mais protagonismo diante da necessidade mundial de evitar o avanço da Covid-19 e o Programa Água Doce, do Governo de Sergipe é um grande aliado de 29 comunidades as famílias do interior do estado. 

Antes mesmo da pandemia chegar em Sergipe, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e Sustentabilidade (Sedurbs) e pela Superintendência Especial de Recursos Hídricos e Meio Ambiente (Serhma), executa o Programa Água Doce (PAD), que já implantou 29 sistemas de dessalinização, beneficiando cerca de cinco mil pessoas, distribuindo com mais de 17.500 mil litros de água potável em nove municípios.

Há quatro anos a realidade dos moradores do Povoado Cacimba Nova, em Poço Verde, mudou por meio do PAD. “Antes nós não tínhamos água, dependíamos das chuvas ou de algum carro pipa, após o programa, temos água de qualidade, tratada para nosso consumo. Isso mudou completamente nossos dias, diminuiu o número de doenças por água contaminada e no momento desse vírus, nos sentimos mais seguros com água limpa e disponível para nosso uso” relata a agricultora Ana Maria de Oliveira Souza, moradora do povoado e beneficiária do programa.

O Programa Água Doce visa estabelecer uma política pública permanente de acesso à água de boa qualidade para o consumo humano, promovendo e disciplinando a implantação, recuperação e gestão de sistemas de dessalinização ambiental e socialmente sustentáveis e para atender, prioritariamente, às populações de baixa renda, residentes em localidades rurais do semiárido. A equipe do programa dá total assistência aos beneficiados pelo PAD e também ensina alternativas para o uso consciente da água. A água utilizada na criação de peixes é reaproveitada na agricultura, por exemplo e os técnicos ajudam também aos moradores e ter conhecimento para que possam gerar mais renda para as famílias.

O coordenador Estadual do PAD em Sergipe, Marcos Cezar, ressalta o compromisso do Governo do estado em levar água para as comunidades do Semiárido Sergipano. “Por se tratar de distribuição de água potável para famílias do Semiárido sergipano o programa não parou nessa pandemia e estamos partindo para inclusão de mais uma comunidade em Frei Paulo e mais uma comunidade em Poço Verde, quando concluído, contaremos com 31 comunidades beneficiadas. Além disso, estamos atendendo diariamente as comunidades para manter o funcionamento dos sistemas e paralelo a isso, a nossa equipe do programa trabalha um termo de referência para manter por mais 18 meses estes sistemas já implantados”. 

Mais sistemas no Semiárido

Já foram beneficiados pelo PAD, até o momento em Sergipe, 29 comunidades nos municípios de Canindé de São Francisco, Monte Alegre, Poço Redondo, Carira, Nossa Senhora da Gloria, Tobias Barreto, Porto da Folha, Simão Dias e Poço Verde. 
O coordenador do programa em Sergipe, Marcos Cezar, explica que o PAD conta ainda com a parceria da Companhia de Desenvolvimento de Recursos Hídricos e Irrigação (Cohidro) para realizar a manutenção dos equipamentos. “A água é oriunda de poços artesianos. A ideia é que, no final deste ano, quando o convênio do PAD cessar, já tenhamos um novo convênio para que, além da perfuração dos poços, a Cohidro continue a realizar a manutenção e acompanhamento dos sistemas dentro do programa. Enfim o programa vem contribuindo nesse momento com práticas sustentáveis com consumo de água e higiene”, aponta.

Atualizado: